porCDTECH

Empresa incubada no Centro de Desenvolvimento Empresarial e Tecnológico (CDTech/UFAM) acaba de produzir o primeiro hidratante e protetor labial utilizando unicamente matéria-prima vegetal da Amazônia. O Lip Balm está em fase final de testes e promete ser a resposta para consumidores que procuram os chamados cosméticos verdes.

Procurando atender a demanda por cosméticos que não utilizem insumos de origem animal e ainda apresentar ao mercado um produto completamente amazônico, os pesquisadores da Eora Fitocométicos dedicaram-se a desenvolver produtos cujos componentes naturais da região fossem sua base funcional, não somente fonte de sabores e aromas, como praticado atualmente. “O Lip Balm tem formulação inédita, e não consiste da simples incorporação de insumos vegetais em bases prontas produzidas com manteiga de cacau, karité, cupuaçu ou cera de abelha, por exemplo, como a maioria dos produtos similares no mercado”, informa a Professora Fernanda Guilhon, uma das idealizadoras.Da esquerda para direita: Lívia Fernandes, Sunmily Oliveira, Salomão, professora Fernanda Guilhon e Clarissa Cirino

“Nosso produto não utiliza qualquer ingrediente de origem animal, oferecendo ao consumidor alternativa multifuncional, hidratante e fotoprotetor, livre de substâncias sintéticas, mais seguro para os usuários e para o meio ambiente e em consonância com a demanda do mercado por cosméticos inovadores e verdes”, esclarece.

De acordo com os pesquisadores, o Lip Balm é multifuncional e unissex, direcionado a todos os interessados em utilizar um cosmético que ofereça saúde e beleza aos lábios, simultaneamente. O produto pode ser usado no dia-a-dia, como um auxiliar na prevenção de descamação e ressecamento dos lábios, além de proporcionar fotoproteção aos usuários. “O produto tem fácil aceitação no mercado, pois a comunidade em geral está cada vez mais interessada em bem-estar, saúde e beleza, com o mínimo de produtos. Somado a isso, o mercado de cosméticos é um dos que pouco sofrem os efeitos de recessões econômicas, sendo esses produtos considerados artigos de primeira necessidade”, diz a professora.

Apresentado como projeto de iniciação científica pela estudante de graduação em Farmácia, Lívia da Rocha Fernandes, o Lip Balmrecebeu o prêmio de melhor PIBIC da área de Saúde na XXVI edição do CONIC (2016/2017).

Sobre a Eora

Desde 2011, os pesquisadores idealizadores Fernanda Guilhon Simplicio, Salomão Rocha Martim e Leidyana Moraes da Costa já desenvolviam projetos de inovação tecnológica de cosméticos. No entanto, somente em 2016, após dois dos seus projetos serem selecionados entre os 40 vencedores do Programa Sinapse da Inovação Operação Amazonas (Edital n. 008/2015 – FAPEAM), que a empresa foi efetivamente constituída e recebeu o apoio integral do CDTech para iniciar suas atividades.

A Eora é uma empresa de pesquisa e desenvolvimento, dedicada à criação cosméticos inovadores, agregando valor ao potencial biotecnológico da Floresta.

O projeto do hidrante e protetor labial teve ainda a colaboração da discente de graduação em Farmácia, Lívia da Rocha Fernandes, e da farmacêutica Clarissa Pereira Cirino, como consultora técnica do projeto.

Sobre o Autor

CDTECH administrator